img_topo_home_anicer_02

Um pouco sobre a Alvenaria Estrutural

A alvenaria estrutural resulta da colocação em arranjos específicos de peças industrializadas, de dimensões e peso de fácil manuseio, ligadas entre si através de juntas de assentamento ou juntas verticais de argamassa para formar os elementos de alvenaria (produtos da construção) que são as paredes, cintas, vigas, contravergas e vergas, pilares que juntos formam um conjunto monolítico.

Em alguns casos, armaduras podem ser incorporadas nas juntas de assentamentos ou no graute. dentro dos furos dos blocos para realizar uma alvenaria armada, a qual apresenta maior resistência a determinadas solicitações.

A alvenaria tem boas características de durabilidade, estética e desempenho térmico e acústico. Quando executado como um processo racionalizado, projetado, calculado e em conformidade com as normas pertinentes, a alvenaria estrutural apresenta simplificação das técnicas de execução, maior velocidade de execução, redução da mão-de-obra, diminuição de formas, escoramentos e armaduras; economia na aplicação dos revestimentos, redução dos desperdícios e funcionalidade com segurança. As principais desvantagens da alvenaria estrutural estão nas limitações do projeto arquitetônico e nas dificuldades para uma eventual reforma.

Contudo, a alvenaria desperta muita curiosidade e desperta o ceticismo de alguns que perguntam sobre a real necessidade do graute, a eficiência da interação entre paredes, a forma de armar vergas e contra-vergas, o tipo de lajes mais conveniente e o tipo de fundações mais adequado.

 

Fonte: www.ufrgs.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>